Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Decifrar Pessoas - Alexandre Monteiro

Como decifrar e optimizar a Linguagem Corporal, Microexpressões e decifrar pessoas na negociação, Vendas, Recrutamento, Política, Entrevistas emprego, Coaching, falar em Público.. Para não especialistas

Decifrar Pessoas - Alexandre Monteiro

Como decifrar e optimizar a Linguagem Corporal, Microexpressões e decifrar pessoas na negociação, Vendas, Recrutamento, Política, Entrevistas emprego, Coaching, falar em Público.. Para não especialistas

3 Sinais que o chefe não gosta de ti

 

boss 4.jpg

 Existem alguns sinais que indicam que o "chefe" pode não gostar de si.

olhar 12.jpg

  Evita contato visual 

Quando não gostamos de alguém e não o queremos verbalizar, temos tendência a querer "fugir" com receio que a pessoa o descubra.
O "chefe" como não pode "fugir" com o corpo, fá-lo com o olhar.
 

braços cruzados 6.jpg

 Posturas Fechadas 

Braços e/ou pernas cruzadas são posturas que adoptamos quando não estamos confortáveis.

Se o "chefe"  adopta estas posturas de forma recorrente quando interage consigo, é sinal óbvio de desconforto.

 

costas.jpg

 Pés e umbigo do chefe não apontam para  si 

Os pés e o umbigo apontam para onde está o nosso interesse ou para onde nos queremos dirigir.

Se os pés ou o umbigo do chefe não apontam para si, é sinal que o foco do chefe está noutro lado.

 

Não julgue, duvide!

 

"E-CURSO ONLINE - LINGUAGEM CORPORAL + INFO Clique aqui

PRESENCIAL " DECIFRAR PESSOAS: +INFO E INSCRIÇÕES - Clique aqui

 

Um Abraço Amigo, 

Alexandre Monteiro
Especialista em Decifrar Pessoas | sou@pessoab.pt | Visite os Segredos da Linguagem Corporal

Nº1 Nacional a partilhar a Linguagem Corporal para todos 

 

  

A linguagem corporal no local de trabalho. Saiba o que deve e não deve fazer!

csi4.png

 Faz o seu trabalho de uma forma extraordinária e ninguém repara? Há colegas que são promovidos, supostamente com menos competências que as suas? Porque é que o “Chefe” gosta mais dele/a, e você é responsável por maior parte do trabalho?

A maioria destas situações de injustiça laboral, deve-se ao uso indevido da linguagem corporal no local de trabalho, porque não é o que faz no seu dia-a-dia que se destaca, mas sim como os outros colegas ou chefes percebem aquilo que faz.

Existem pessoas que trabalham muito, mas sentem a necessidade de não se gabar, enquanto outros fazem menos e gabam-se bastante e ainda por cima são os escolhidos. Tal como diz outro provérbio “ O que não é visto, é esquecido.”

Apesar de ser competente e trabalhador, terá de criar ou aumentar a perceção de competência e trabalho, senão será o esquecido ou o excluído.

Somos constantemente avaliados pelos comportamentos e atitudes que temos em relação aos colegas e “chefes”, pelos gestos, movimentos e expressões faciais que fazemos normalmente. Todos estes fatores interferem na avaliação que os outros tem de sobre si e vão pesar na hora da escolha. Se quer melhorar a perceção de competência, de trabalhador e ainda provar o seu profissionalismo, terá uma maior probabilidade se optar por melhorar a linguagem corporal no local de trabalho, associado à dedicação e esforço.

No local de trabalho ao relacionar-se com os colegas ou “chefes”, deve referir de uma forma moderada o trabalho que realizou ou realiza e terá de evitar alguns comportamentos que o prejudicam e potenciar outros que o ajudam a aumentar a imagem de profissional, competente e líder.

O que não deve Fazer:

Ficar em pé atrás da pessoa ou abordá-la por detrás; fazer o aperto de mão muito forte, muito fraco ou prolongado; colocar as mãos atrás da cabeça ou nas ancas; andar de queixo levantado ou baixo; tocar demasiado nas pessoas; acariciar as costas ou braços dos outros colegas; encarar as pessoas com um olhar intenso ou fazer um contacto ocular fraco; rir demasiado; demasiados gestos e descoordenados; posturas cruzadas; andar demasiado depressa e desorientado como fosse neurótico; fazer-se mais pequeno usando e reclamando menos espaço; colocar as mãos nos bolsos; tocar bastante na cara ou no pescoço; sentar-se na ponta da cadeira; em reuniões sentar-se no fundo da sala; andar pelo local de trabalho de mãos vazias; esfregar as mãos enquanto conversa e falar demasiado baixo ou demasiado alto.

O que deve Fazer:

Vista-se como a empresa se veste; faça um bom contacto ocular com todos; tenha posturas abertas; os gestos com as mãos devem ser controlados e à frente do tronco; escolha uma secretária virada para a porta e mantenha-a limpa e organizada; caminhe pelo local de trabalho de vez em quanto e sempre com alguma coisa na mão; não brinque com os gadgets (telemóvel ou tablet); ouça mais do que fala; levante-se se for abordado por um colega ou “chefe” quando sentado à secretária; elogie os outros, justificando o porquê do elogio; fale com tom baixo e sem pressa; use o toque ligeiro no antebraço ou ombro, para criar maior ligação; em reuniões sente-se no meio ou o mais perto do chefe possível e em apresentações sente-se à frente.

 

“ Não é o que faz, mas sim o que outros percebem daquilo que faz”.

 

Alexandre Monteiro
Especialista em Comportamento Humano | sou@pessoab.pt | Visite os Segredos da Linguagem Corporal
Nº1 Nacional a partilhar a Linguagem Corporal para todos

Linguagem Corporal nos truques da publicidade

cr7.jpg

 É através de imagens e uso de pessoas personagem que muita da publicidade chega ao consumidor, e os publicitários usam técnicas de Linguagem Corporal  para "enganar o seu cérebro" e assim fazê-lo perceber os produtos de forma diferente. 

 

Olhar

Como a personagem faz o contacto ocular ou não, com o consumidor, define se ele lhe está a fazer um pedido ou uma oferta/oportunidade.

 

Se a personagem olha, olhos nos olhos do leitor,irá ser precedido como um pedido.

É como se, a personagem exigisse ou esperasse algo ou alguma acção do consumidor, parece pedir com benevolência para que o consumidor compre e além disso o texto escrito fortalece o pedido em tom de "ameaça": “O último que comprar...; Faça como...!;Compre já!; Aproveite já, ...”.

 

 

Se a personagem não olha para o consumidor, serve para fazer uma oferta ou dar-lhe a "oportunidade" de ser como a personagem.

Neste caso, o intuito não é aproximação, antes pelo contrário,é um distanciamento, é para colocar a personagem numa posição que não a mesma do consumidor e seduzi-lo a adquirir o produto para alcançar ou estar na mesma posição da personagem.

" Quero ser como o Cristiano Ronaldo! Logo tenho de comprar ..." 

 

Distância 

O tipo de corte, da parte do corpo utilizado na fotografia, determina a distância social entre a personagem e o consumidor.

 

Desta forma, se o plano for aberto ou geral, exibindo o corpo inteiro da personagem, pode-se dizer que a distância que se estabelece entre a personagem e o consumidor é máxima, conferindo um carácter de impessoalidade, ou seja, a personagem e o consumidor não se conhecem, a personagem parece estar distante e muitas vezes não olha para o consumidor para que este assuma somente a postura de um mero observador.

" Uaauuu! Olha o que ele usa! "

 

 Se  apresenta um plano médio, ou seja, corte pela cintura da personagem, pode dizer-se que a distância social estabelecida é intermediária, nem máxima, nem mínima. Assim, a personagem apresenta-se ao consumidor como  alguém conhecido, em quem pode confiar. Não é nenhum desconhecido,mas, ao mesmo tempo, não é nenhum amigo íntimo.

 

Se o plano é somente dos ombros para cima e onde a cara é a parte com maior destaque, serve para ser percebido como amigo intimo e em quem confia, e é aquele de quem ouve conselhos sobre os produtos que deve usar.

Poderá ter também a intenção de demonstrar a eficácia dos efeitos que pode obter com o uso de determinado produto, quando se trata de produtos de beleza.

 

 Relação "Poder" com o consumidor

A perspectiva em que a personagem é colocada ajuda a dar ou retirar "poder" e/ou autoridade ao consumidor, porque quando reconhecemos autoridade temos tendência a seguir ordens sem pensar muito nisso.

 

Quando a personagem está representada a olhar para cima, é o consumidor que controla e que se encontra em posição de poder e decidir o que quer.

"Preciso de ti"

 

 

Quando a personagem olha olhos nos olhos do consumidor, existe igualdade de poder entre os dois.

" Tu és como eu!"

 

 

Quando a personagem olha para baixo, acaba por colocar o consumidor em situação de inferioridade ou elevar o estatuto da personagem.

" Eu sei  e respeito o que diz" ou "Quero ser como tu!"

 

Pupilas

As pupilas aumentam quando gostamos de algo, por isso muitas vezes são manipuladas, aumentando-as para demonstrar esse mesmo gostar inconsciente por parte das personagem.

" Se ele gosta, eu também gosto"

 

 

 

Alexandre Monteiro

Especialista em Decifrar Pessoas | sou@pessoab.pt | Visite os Segredos da Linguagem Corporal
Nº1 Nacional a partilhar a Linguagem Corporal para todos

 

Está sempre a espelhar-se?

liliana quinta2.jpg

   As pessoas que estão constantemente a espelhar-se e aproveitam todas as superficies (vidros, óculos, telemóveis,..), tem tendências narcisistas.

liliana quinta4.jpg

 Narcisista é uma pessoa que admira exageradamente a sua própria imagem e nutre uma paixão excessiva por si mesmo/a.

liliana quinta1.jpg 

Comportamentos que podem ser exibidos por narcisistas: 

  • Demanda por constante atenção;
  • Inveja crónica e crença de ser alvo de inveja;
  • Obsessão por fantasias de poder, genialidade, beleza ou riqueza;
  • Dificuldade em nutrir empatia pelos outros;
  • Exigência de tratamento especial sem fundamento.
  • Comportamento manipulador
  • Aparência de frias e distantes

 

 

Alexandre Monteiro

Especialista em Decifrar Pessoas | sou@pessoab.pt | Visite os Segredos da Linguagem Corporal
Nº1 Nacional a partilhar a Linguagem Corporal para todos

 

 

Novo trabalho? 4 Passos para vencer!

trabalho 6.jpg

 Quando entra num novo local de trabalho deve adaptar-se o mais rápido possível para alcançar os seus objectivos.

trabalho3.jpg

  -»As primeiras pessoas a impressionar tem de ser aquelas que tem o poder de tomada de decisão e que podem influenciar o seu sucesso.

Descubra quem controla as tarefas, promoções ou quem é o responsável por aquela área. Normalmente estas pessoas apresentam mais sinais de domínio.

 

Descobrir Dominantes: As mãos cruzadas atrás da cabeça; Mãos na Cintura; Queixo levantado; Mãos atrás das costas; Contacto ocular por longos períodos de tempo; Invadem o seu espaço pessoal; Não se desviam quando  o encontram no caminho; Interrompem com mais frequência.

trabalho 2.jpg

-»"Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és"

Analisar os comportamentos do grupo que são recompensados e adopte um comportamento base semelhante, para ser percebido como "amigo" e não ameaça.

 A melhor técnica a adoptar é o espelhamento ou rapport.

 Verifique como falam(ritmo, volume), como se movimentam( Rápido, lento),posturas( domínio, submissão, abertas, fechadas), como se vestem( fato, casual,...), rotinas (hora de entrada, cumprimentar, ordem das tarefas,...),... e tente "imitar" os comportamentos positivos e que são recompensados.

trabalho6.png

 -» Ouça 4X mais do que fala

 Muitas vezes, as pessoas estão tão focados em dizer as coisas certas que se esquecem de ouvir e aprender mais sobre a outra pessoa.

Como as pessoas gostam de falar sobre elas, deve ouvi-las para descobrir mais sobre os seus valores, motivações e objectivos.

No fim da conversa ainda irá ser percebido como um "execelente conversador".

 

Como ouvir: Cabeça direita; Queixo na horizontal; Contacto 70% do tempo;Acenar com a cabeça sinsal "Sim", mas não demasiado.

trabalho 4.jpg

Agora que já sabe quem são pessoas responsáveis pela tomada de decisão, que podem influenciar o seu sucesso, já sabe como normalmente se comportam e quais os comportamentos que deve adoptar e por fim  descobriu quais as suas motivações, vem o passo mais critico estabelecer confiança e criar ligação.

 

 -» Estabelecer confiança e criar ligação

Como optimizar a imagem de confinaça e criar ligação

Sorria, ao sorrir é sinal que é amigável e não apresenta risco. Nota: Não sorria  demasiado e muitas vezes, pode ser visto como não competente.

 
Faça um bom contacto, envia um sinal de atenção total pela pessoa e todos nós gostamos de ter atenção. A falta contacto ocular  é percebido como uma pessoa com baixa auto estima e com falta de credibilidade.
 
Boa Postura, evite os gestos cruzados(braços e pernas cruzadas), evite ter os pés juntos e andar encolhido. Quando o faz é visto como distante. pouco social e com falta de confiança.
 
 
 
Alexandre Monteiro
Especialista em Decifar Pessoas | sou@pessoab.pt | Visite os Segredos da Linguagem Corporal
Nº1 Nacional a partilhar a Linguagem Corporal para todos
 

 

 

 

 

Segredos da Linguagem Corporal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Em destaque no SAPO Blogs
pub